Telexfree: MP pede investigação de “terrorismo virtual” após notícia sobre morte de promotora

14 de dez de 2013


O Ministério Público do Acre (MP-AC) pediu nesta sexta-feira (13) a abertura de investigação criminal para apurar uma notícia falsa veiculada no Facebook, que afirmava que a promotora de Justiça Alessandra Marques, que atua no caso da Telexfree, havia sido morta. A postagem trazia imagens de uma pessoa mutilada e afirmava que, após diversas ameaças de morte, a promotora fora assassinada. A procuradora-geral de Justiça, Patrícia de Amorim Rêgo, classificou a notícia como “ato de terrorismo virtual, que em última análise pode ser compreendido claramente como uma ameaça pública à vida e à integridade física de um dos mais combativos membros do Ministério Público”. Patrícia afirmou ainda que a nota trazia o mesmo termo pejorativo usado contra a promotora por um dos divulgadores da empresa, após a audiência de conciliação realizada no dia 14 de novembro, em Rio Branco (AC). O MP requisitou a abertura de uma investigação criminal para identificar o autor da publicação e tomar as medidas cabíveis. Informações do Terra.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

 
Copyright © -2012 .:: PORTAL DE SERROLÂNDIA ::. All Rights Reserved | Template Design by Favorite Blogger Templates | Blogger Tips and Tricks